Financiamento Imobiliário

Tempo de leitura: 3 minutos

Financiamento Imobiliário

Você já ouviu falar sobre a tabela Price no Financiamento Imobiliário?

Oferecendo prestações fixas, a tabela Price é bastante utilizada nas linhas de crédito, sendo preferência quando falamos sobre compra de carros.

Quando estamos prestes a financiar um imóvel, é completamente normal que optamos por procurar menores taxas de juros de forma voraz e, usar uma linha de crédito e preferir parcelas bem suaves,  acaba sendo a nossa única solução para conseguir um imóvel. Não é verdade?

Existe vários tipos de financiamentos. Muitos bancos oferecem esse tipo de financiamento afim de dar mais opções para seus clientes na hora de escolher o seu imóvel.

O problema é que para muitas pessoas esse modelo de financiamento tende a ser mais vantajoso, visto que, sendo um valor fixo mensalmente, terá que entrar na conta familiar de qualquer jeito. O que não acontece para outras pessoas, que acreditam não ser interessante pagar sempre o mesmo valor, ainda mais por não ter o estímulo de ver o valor das parcelas caindo no decorrer dos meses.

ME DIZ, VOCÊ SABE O QUE É A TABELA PRICE?

Para quem não sabe, o principal intuito do Financiamento Imobiliário na tabela Price é disponibilizar para você prestações fixas ao longo do tempo de contrato da quitação do seu imóvel. Dependendo de qual for o seu contrato com o banco, pode acontecer de não existir um aumento do valor devido à correção monetária.

Não está entendendo? Permita-me te mostrar como esse modelo funciona:

Esse modelo faz o cálculo de um parcelamento fixo, fazendo com que o valor a ser pago pelo devedor seja pouco a pouco quitado e os juros já incluídos em cada prestação.

Isso significa que se você quer parcelar dez mil reais com um juros de 3%, você simplesmente terá que pagar uma prestação fixa no decorrer de todo o parcelamento.

O que muda, sendo bem provável que essa seja uma característica que difere esse modelo dos outros, é que o valor já pago sobre o juros será relativo ao valor que ainda resta do financiamento. Logo, os juros tendem a diminuir e as amortizações aumentam.

VANTAGENS DA TABELA PRICE (A SEGUNDA É MINHA FAVORITA)

  1. Tem como base a amortização de juros;
  2. Somente 25% da renda familiar é comprometido, sendo que é um valor predefinido e é acertado antes de fechar o negócio. Nada de surpresas;
  3. O valor da parcela, como já foi dito, é fixo;
  4. Não se preocupe, não terá reajuste durante o financiamento.

 

DESVANTAGENS DA TABELA PRICE (NEM TUDO É UM MAR DE ROSAS)

Bem, realmente o Financiamento Imobiliário na tabela Price conta com desvantagens, mas não são tão expressivas quanto você pode estar imaginando. Para você ter uma noção, são apenas duas desvantagens, confira agora:

 

  • O valor das prestações não diminui e isso pode ser bom ou ruim.  Pode ser ruim se você começar a se sentir frustrado de não ver as parcelas diminuindo ou pode ser ótimo, visto que você pode se organizar e ter o valor todo mês certinho, sem alterações e surpresas;
  • O saldo devedor diminui muito lentamente em comparação a outros modelos de financiamento, já que no começo você pagará mais juros ao valor do imóvel.

 

SOMENTE PARA CONCLUIR: 

Se você ainda está com dúvidas sobre a tabela Price e se ela realmente é indicada para você…

O processo de financiamento realizado por meio da tabela Price é perfeito para você que espera ter um aumento na renda. Para você que é profissional em ascensão e que possui grandes chances de promoção ou até mesmo um aumento na renda.

Se você fizer parte dos grupos do qual citei mais acima, a Price pode ser uma boa saída. Se caso estiver interessado em ir mais à fundo, recomendo a leitura do livro Retirando os juros sobre juros da tabela Price.

 

Artigo cedido por Kleber Stumpf.

 

dornelles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *